O que Posso Fazer Para Aliviar as Cólicas?

O que Posso Fazer Para Aliviar as Cólicas?

As cólicas são o resultado de um processo natural do desenvolvimento gastrointestinal da criança e que dura de três a quatro meses. Portanto, procure manter a calma diante do choro do seu bebê.

A ansiedade do adulto só faz piorar a situação. Assim, ambiente tranquilo e música suave são sempre bem-vindos, além de banho morno (em posição fetal) também. O mesmo se aplica a compressas mornas na barriguinha com toalhas felpudas passadas a ferro. Elas têm um efeito analgésico (mas teste antes o calor da toalha em sua própria face).

Outra dica: movimente as pernas do bebê, fazendo-o pedalar no ar. Em outras palavras, esse exercício pode ajudá-lo a eliminar o excesso de gases. Procure ainda massagear a barriguinha do bebê no sentido horário.

A amamentação no peito (sempre seguida de arroto) também contribui para o alívio dos desconfortos.

Acima de tudo, o mais importante é ter paciência para acalmar o bebê, aconchegando-o no colo, barriga com barriga, ou apoiado de bruços na extensão do seu antebraço.

E atenção: no entanto oferecer chás entre as mamadas pode prejudicar a amamentação, além de não resolver as cólicas. Além disso, já os remédios “contra gases” têm pouca eficácia.

Fonte: Unimed Brasil – Criança Segura 


As cólicas do bebê

O bebê chora, fica irritado, se encolhe todo… o que fazer? A fralda está trocada, ele não está com frio nem calor, não é fome nem sono, possivelmente é cólica. 

Antes de mais nada, os pais devem ficar tranquilos. É bom saber que a cólica ocorre em um a cada cinco bebês saudáveis, entre a segunda semana e o quarto mês de vida.

O desconforto afeta o sono da criança e de toda a família e, muitas vezes, deixa os pais sem saber o que fazer.

A cólica infantil não tem causa conhecida, mas diversas teorias relacionam como causas os gases, hormônios intestinais e principalmente uma imaturidade fisiológica do bebê.

7 Dicas para aliviar cólicas do bebê:

1- Consultar o pediatra é a primeira coisa que os pais devem fazer. Isso porque ele conhece o bebê, descartará outras causas do choro e saberá recomendar com propriedade as melhores soluções considerando cada caso.

2- Se o bebê acabou de mamar, não esqueça de colocá-lo para arrotar para ajuda a eliminar gases. Depois disso, mantenha-o de barriga para cima e cabeça levemente elevada;

3- O banho quente pode ajudar, pois ajuda a relaxar, aliviar a dor da cólica e pode atrair o sono com mais facilidade;

4- O momento é tenso, mas tente manter a criança em um ambiente tranquilo e fique junto, faça carinho, conforte seu bebê, dê colo;

5- Deixe o bebê de bruços em seu colo e mantenha a mão na barriga da criança, fazendo uma leve compressão para cima, balance junto com ele nesta posição;

6- Faça massagem no sentido horário ao redor do umbigo, com movimentos suaves. Faça uma leve pressão para colaborar com a eliminação de gases;

7- Faça movimento de bicicleta com as perninhas do bebê. Isso também ajuda a eliminar possíveis gases e alivia a cólica;

8- Assim como o banho, é possível fazer compressas mornas na barriga. Evite usar bolsas térmicas e prefira manter apenas o contato corpo a corpo com a criança, pois é mais seguro e eficiente.

A cólica pode também estar associada a refluxo, alergia ao leite de vaca ou alguma disfunção na flora intestinal. Então, é importante observar se a criança apresenta também sintomas regurgitação em excesso, perda de apetite ou de peso e consulte um médico.

Tenha cuidado com a chupeta e com chás oferecidos na mamadeira, pois pode estimular o desmame precoce e criar um problema. E atenção: assim como chás, os medicamentos só devem ser oferecidos após recomendação médica.

Fonte: Casa Curumim


ECONOMIA CIRCULAR E SUSTENTABILIDADE

BBMamae.com – Realiza Aluguel, Venda, Compra e Higienização de Produtos Para Bebês e Mamães